ENTRETENIMENTO

Banda Malta supera Jamz e vence a primeira edição do "SuperStar"



A banda Malta, de São Paulo, superou as concorrentes Luan e Forró Estilizado, Suricato e Jamz e venceu o "SuperStar" neste domingo (6). Como prêmio, os paulistanos levaram R$ 500 mil, um contrato com a gravadora Som Livre e um carro para cada integrante.

Em uma final disputada em duas rodadas, o grupo, que se define como "rock romântico", conseguiu 70% e 74% de aprovação, ganhando com folga das outras concorrentes.

Na primeira fase da decisão, a Malta apresentou a composição própria "Entre Nós Dois" e conseguiu 70% de aprovação do público. O grupo de soul, Jamz ficou em segundo lugar, com 61%, depois de cantar uma versão de "Wake Me Up", música de Avicii. Com 56% e 50%, respectivamente, as bandas Luan e Forró Estilizado e Suricato foram eliminadas.

Já na rodada final, a Malta apresentou novamente uma música autoral chamada "Supernova" e conseguiu 74%. A Jamz, que também mostrou uma composição própria, intitulada "Completa", obteve apenas 47% de aprovação do público.

Antes da apresentação final, as duas bandas puderam apresentar uma faixa extra, que não valeu votos. A Malta cantou "Against All Odds", de Phil Collins, enquanto a Jamz mostrou "Love Never Felt So Good", de Michael Jackson.

Emocionado, o vocalista da Malta, Bruno Boncini agradeceu aos fãs do grupo e exaltou o "SuperStar". "Nós nascemos nesse palco. Isso aqui não é só um programa de entretenimento. Isso aqui mudou a cultura brasileira", disse.
Sem poder votar na final - apenas o voto do público valeu para a escolha da campeã - , os jurados Ivete Sangalo, Dinho Ouro Preto e Fábio Jr. enalteceram cada apresentação dos finalistas e concordaram com o resultado.

"Achava que a Malta ia ganhar desde o começo", observou Dinho. "Vocês foram a banda mais corajosa que passou por aqui", elogiou o vocalista do Capital Inicial, lembrando que a Malta optou por mostrar músicas próprias no programa em vez de versões de canções conhecidas. "Viva o rock and roll", completou Dinho, satisfeito com a escolha da campeã.

Para fechar a noite, a Malta tocou a canção "Memórias", mesma de sua apresentação de estreia no "SuperStar". Na ocasião, os paulistanos receberam 80% de aprovação do público. Ao todo, 35 bandas subiram ao palco do programa, que terá uma nova edição em 2015, só que às terças-feiras.

Final ao vivo teve famosos na plateia

Assim como nos episódios anteriores do "SuperStar", a final contou com um grande número de famosos na plateia. Entre uma apresentação e outra, cantores como Belo, Mr. Catra, Claudio Zoli, Jorge Vercillo e Lulu Santos deram suas opiniões, sempre positivas, sobre as bandas. Além deles, atores e atrizes da Globo também declararam sua torcida.

O VT de apresentação de cada banda contou com uma "fã famoso". Em tom de discurso de eliminação do "BBB", Pedro Bial declarou sua admiração pela banda Jamz. "O nome é um convite à liberdade", disse o apresentador.

Luan e Forró Estilizado teve a a torcida de Susana Vieira. "Tenho uma Paraíba dentro de mim", disse a atriz. A banda Malta foi representada pela jogadora de futebol Marta, que, inclusive, tocou as músicas do grupo no violão. Já a Suricato, foi apoiada por uma torcida organizada de atrizes da Globo, entre elas Juliana Knust e Daniele Suzuki, que se intitularam "Surigatas".

Gafes

Por pelo menos quatro vezes na noite, a apresentadora Fernanda Lima se confundiu e teve que se corrigir no comando do programa. Fernanda errou duas vezes ao anunciar a co-apresentadora Fernanda Paes Leme, que estava a postos com atrações diferentes das anunciadas.

Fernanda também anunciou que a banda Suricato iria tocar uma música autoral, quando na verdade o grupo tocou um cover de "Born To Be Wild", do grupo Steppenwolf. "Adoraria que fosse nossa", consertou o vocalista. Por fim, a apresentadora confundiu as finalistas Malta e Jamz ao anunciar a apresentação da primeira. "Ainda bem que tem gente para me ajudar", explicou.

Pouco participativos na noite, Ivete Sangalo, Dinho Ouro Preto e Fábio Jr., subiram ao palco, cantando "É Preciso Saber Viver". Fábio Jr. trocou a letra e cantou "É preciso ter cuidado para depois não sofrer". Em vez de "depois", a letra original, de Roberto e Erasmo Carlos, diz "mais tarde".

Fonte: UOL
Foto: Divulgação

Postagens mais visitadas