ENTRETENIMENTO

Florinda Meza diz que nunca se recuperou da morte de Roberto Bolaños



Florinda Meza, a intérprete da personagem Dona Florinda no seriado Chaves, não fugiu às perguntas de Ratinho na noite dessa quarta-feira (25.02.15) e esclareceu todos os boatos que cercavam ela e os outros atores que fizeram por mais de 25 anos um dos programas mais famosos do SBT. Durante entrevista exclusiva ao 'Programa do Ratinho', Florinda falou das brigas com Maria Antonieta de Las Nieves, a Chiquinha, se limitando a dizer que ela era apenas uma companheira de trabalho e não uma amiga. "Era uma grande companheira, apesar de termos mais proximidades com os outros.

Não tenho nenhuma queixa. E se a imprensa disse algo, tenho que colocar em dúvida também quem comenta, pois vivemos na era da fofoca. Agora pensem, como pudemos viver 25 anos juntos [os atores do seriado Chaves] se tivéssemos algo em desacordo? Se não tivéssemos apreço e tolerância seria impossível conviver 25 anos". Com relação as cantadas que teria recebido de Rubén Aguirre, o professor Girafales, Florinda disse apenas: "Eu era uma jovem atrativa, bonitona. Todos davam em cima e não só o Roberto".

Todavia, Florinda não fez nenhum comentário sobre as declarações de Maria Antonieta de las Nieves, que revelou a uma TV peruana no ano passado que a atriz teve um caso com Carlos Villagrán, o Quico, quando ainda era casada com Bolaños. Sobre a perda do seu falecido marido, Florinda Meza resumiu seus atuais dias como uma luta pela sobrevivência e afirmou: "A verdade é que não me recuperei. Veja, primeiro devo dizer que com uma perda tão grande como essa, eu duvido que uma outra pessoa no meu lugar pudesse superá-la.

Penso que uma palavra [para mim] seja sobreviver. Eu completei dia 8 desse mês [Fevereiro] 66 anos e vivi com Roberto quase 40 anos. Eu entrei para o programa há 45 anos. Passei praticamente toda a minha vida com ele, vivi mais tempo com ele do que sem ele. Tenho, por sorte, a profissão de atriz, que me permite manejar e controlar emoções, mas não sei o que fazem as pessoas que não são atrizes, realmente não posso entender". Florinda ainda esclareceu a polêmica das câmeras de segurança instaladas no cemitério onde Roberto Bolaños está sepultado. Segundo ela, o sistema de vigilância já estava lá, porém qualquer pessoa - inclusive os fãs internacionais - podem visitar o local, basta se identificarem na entrada.

Pra finalizar, Ratinho perguntou a Florinda por qual motivo ela decidiu vender as propriedades do seu falecido marido, incluindo a casa em que o casal viva em Cancum. A atriz explicou que essa decisão já havia sido tomada antes da morte de Roberto. "Ainda moro lá, mas quero vender, porque é muito grande para mim. Na verdade, queríamos vender bem antes, pois os filhos já eram grandes e não nos visitavam tanto. Adiamos a venda porque eu estava envolvida com os cuidados à saúde de Roberto", explicou.

Fonte: MSN
Foto: A/D

Postagens mais visitadas