Entretenimento: Phil Collins se diz feliz aos 64, relança CD 'subestimado' e quer voltar a tocar

Phil Collins se diz feliz aos 64, relança CD 'subestimado' e quer voltar a tocar



Phil Collins é um aposentado inquieto. Em 2011, ele anunciou que iria se aposentar para "ser pai em tempo integral". Quatro anos depois, ele se envolve no relançamento de sua discografia solo e diz ao G1 que quer voltar a escrever e tocar coisas novas. Ele já relatou sofrer de problemas na coluna e nos tendões, mas diz que já tem ok do médico para tocar bateria. Por enquanto, se concentra em divulgar os dois primeiros discos relançados. Ele mesmo teve a ideia de refazer as fotos de 'Face value' (1981) e 'Both sides' (1993).

"Claro que há um pequeno choque. A luz que usamos nestas fotos é muito reveladora. Um ângulo próximo. Dá para ver pelos no nariz. Isso pode ser um pouco assustador quando você tem 64 anos – e não quando você tem 30. Mas eu me sinto muito feliz com isso", ele diz. "Face value" foi sua estreia, com o hit "In the air tonight". "Both sides" não teve tanto sucesso. O cantor diz que o disco é seu preferido e foi "subestimado" por sair perto do auge do movimento grunge.

No ano passado, Collins disse em entrevistas que começou a trabalhar com Adele, mas a colaboração foi rejeitada por ela. Na entrevista por telefone ao G1, ele revela outro "fora": Pharrell Williams não viu razão para remixar "Face value". O veterano inglês não se abala e parece animado para se "aposentar da aposentadoria". Ele não descarta nem uma volta do Genesis: "Possível, mas não provável", diz.

Fonte: G1
Foto: Divulgação
Página anterior Próxima página