Entretenimento: Conheça a voz por trás da música tocada mais de meio milhão de vezes no Spotify

Conheça a voz por trás da música tocada mais de meio milhão de vezes no Spotify



Nem Taylor Swift, nem Kanye West. A música mais ouvida no serviço de streaming Spotify é de Major Lazer, um projeto colaborativo de diversos DJs produtores e uma cantora dinamarquesa. Lean On foi ouvida 526 milhões de vezes nos últimos seis meses. Se fosse tocada continuamente, seriam necessários 2.709 anos.

"É algo insano. Não consegui ainda pensar direito sobre isso. Mas acho que qualquer um ficaria maluco se ouvisse Lean On tantas vezes" brinca MØ, co-autora da canção.

O sucesso pegou a cantora dinamarquesa, de 27 anos, de surpresa. Sua carreira até então tinha sido discreta no cenário pop mundial. Mas ela passou as últimas semanas voando pelo mundo: gravou um videoclipe na Índia e fez shows em festivais, cerimônias de premiação (incluindo a entrega do Prêmio Nobel da Paz) e programas de TV.

Royalties
"Ainda estou no meio de um turbilhão e preciso refletir um pouco sobre tudo o que está acontecendo".
Mas e a questão dos royalties? O sistema de pagamentos de direitos aos artistas usado pelo Spotify tem sido bastante criticado por eles, sob a alegação de que mesmo milhões de execuções de faixas resultam em remunerações desproporcionalmente baixas. Taylor Swift, por exemplo, no início do ano chegou a bloquear o uso de suas faixas pelo serviço, em protesto.

MØ, porém, desconversa. "Sei que deveria me pronunciar sobre isso, mas a verdade é que não pensei muito sobre isso ainda. Nunca olho minhas contas bancárias. Mas se quisesse ficar rica eu provavelmente teria que ter escolhido outra carreira", conta.

Karen Marie Ortsed nasceu em Odense, a terceira maior cidade da Dinamarca, filha de pais professores que não hesitavam em estimular o aspecto cultural da vida dos filhos. "Eles nunca usaram dinheiro para comprar uma TV ou reformar a cozinha. Eles queriam ir para Roma, Londres e Paris para conhecer lugares interessantes. Eu detestava, porque queria passar as férias na praia em um hotel de luxo. Em vez disso, passávamos duas semanas em uma barraca nas montanhas", brinca a cantora.
"E agora vou certamente fazer isso com meus filhos também".

MØ escreveu sua primeira canção aos oito anos. O nome era Seven Days, um sonho musical sobre férias permanentes da escola. Ela ainda se recorda da melodia e dos versos inocentes, que entoa na entrevista. "Acordo de manhã/Escuto os pássaros cantando/Sabia que hoje era o dia que deveria acontecer/Quero ser livre, quero ser livre por sete dias".

Mas sua adolescência foi marcada por um período meio gótico e meio punk, em que a cantora tingiu o cabelo de roxo e passou a usar roupas pretas. Fez parte de bandas do gênero e fez algum sucesso na Dinamarca no duo MOR. Mas em 2011 a parceria foi desfeita e MØ voltou às raízes pop, compondo canções no piano da casa de seus pais e gravando as mesmas com a ajuda do produtor Ronni Vindahl.

Curiosamente, seu som acabou chamando a atenção da cantora britânica Mel C, ex-integrante do grupo feminino Spice Girls, de quem a dinamarquesa foi fã ao ponto de tocar em uma banda-tributo. E foi das mãos dela que MO recebeu um prêmio da versão dinamarquesa do Grammy, no ano passado. Mas outro nome de peso da música que ficou impressionado foi o DJ e produtor Diplo, o "piloto" do Major Lazer.

Parada de sucesso
A parceria é pouco usual: MØ e Diplo pouco se encontram e trabalham as composições por e-mail. "Gosto de trabalhar sozinha e Diplo viaja muito, então o esquema funciona bem para a gente".

Foi esse processo colaborativo que fez Lean On nascer. A música começou com uma batida reggae mais lenta antes de se transformam em um hino dance. A faixa foi inicialmente oferecida para a estrela Rihanna, que a recusou. Para Diplo, a rejeição foi o que se pode chamar de "bênção disfarçada". "MØ soa melhor do que qualquer outra pessoa cantando essa música", disse o DJ à revista Time.

MØ conta que não esperava que a canção fosse virar um hit. E ela pareceu estar certa por um tempo: Lean On estreou em 77º lugar na parada de sucesso do Reino Unido, a mais importante do mercado europeu, e demorou mais de um mês para chegar perto dos 10 primeiros postos. Mas entrou no Top 10 para ficar e, graças ao clipe, em que MØ exibe contorcionismo nas coreografias, chegou à segunda posição.

A cantora agora trabalha em seu segundo álbum solo, originalmente previsto para ser lançado este ano, mas que atrasou por conta do sucesso de Lean On. O primeiro single do álbum, Kamikaze, tem um vídeo filmado em Kiev e usando moradores comuns como figurantes.
"Eram pessoas autênticas, e não modelos de quem você finge ser amigo".

Em vez de cenários paradisíacos, o clipe tem paisagens dilapidadas. Mas ela deixa claro que não abandonou as vias mais comerciais. "Você sempre quer atingir o máximo de pessoas possíveis. Uma das coisas que vi com o sucesso de Lean On é como as pessoas ficavam felizes com a música. Esse amor é viciante e faz você sentir que está fazendo uma coisa importante", conta MØ.

Fonte: G1
Foto: Thomas Jou
Página anterior Próxima página