Entretenimento: Artistas aderem à ocupação da sede do Iphan em Sergipe

Artistas aderem à ocupação da sede do Iphan em Sergipe



Manifestantes continuam ocupando a sede do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) na manhã desta quinta-feira (19) em Aracaju, Sergipe. Cerca de 80 pessoas estão no imóvel e fazem parte da ocupação que começou no fim da tarde de terça-feira (17) em protesto contra o presidente da república em exercício, Michel Temer, e contra a extinção do Ministério da Cultura. Ocupações semelhantes também foram registradas em outros estados.

Na sede do Iphan na Praça Camerino, no Centro de Aracaju, os manifestantes ocupam salas administrativas e na parte externa do prédio do Iphan e carregam cartazes com as frases ‘Fica Minc, fora Temer’.

Os manifestantes não sinalizam quando vão deixar o local. Em Sergipe, o protesto é organizado pelo Movimento Estudantil Levante Popular da Juventude. Artistas também aderiram ao movimento e realizaram oficinas de teatro, dança e pintura no local.

Temer de extinguiu o Ministério da Cultura e transferiu as atribuições da pasta para o Ministério da Educação, o que gerou diversos protestos de artistas. Com a repercussão negativa, o presidente em exercício anunciou que toda a estrutura da Cultura atual será mantida – apenas sem o status de ministério.

Em nota divulgada na terça (17), o Iphan informou que está negociando com os manifestantes para que eles só ocupem as áreas externas do local e não danifiquem o patrimônio público. Leia abaixo o comunicado oficial na íntegra:

“O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) vem presenciando ocupações e manifestações, em suas sedes, organizadas por movimentos culturais e por profissionais ligados à Cultura. Até o momento, há manifestantes nas sedes do Iphan em Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Recife (PE), Rio Grande do Norte (RN), Aracaju (SE) e no Edifício Gustavo Capanema, no Rio de Janeiro (RJ), compartilhado com outros órgãos federais da Cultura.

Em todos os locais, os dirigentes do Iphan vem obtendo a cooperação dos manifestantes no sentido de permanecerem em áreas externas, preservarem os acessos e espaços públicos, em especial os tombados, e não afetarem o funcionamento e a segurança das unidades. Não há registro de incidentes ou interrupções das atividades do Iphan, que seguem normalmente.

O Iphan é uma autarquia do Governo Federal que há 80 anos atua na preservação, valorização e promoção do Patrimônio Cultural Brasileiro. Entre os órgãos federais da Cultura é o que apresenta maior capilaridade, sendo, em muitos estados, a única representação oficial do Governo Federal ligada à Cultura. A instituição possui Superintendências em todos os Estados e no Distrito Federal, além de escritórios técnicos e casas do patrimônio em cidades do interior que possuem conjuntos tombados ou reconhecidos como Patrimônio da Humanidade pela Unesco.”


Fonte: G1
Foto: Divulgação/ Frente Sergipana Brasil Popular
Página anterior Próxima página