Entretenimento: ‘Um susto’, afirma Marcos Valle sobre música em abertura da Olimpíada

‘Um susto’, afirma Marcos Valle sobre música em abertura da Olimpíada



O compositor Marcos Valle foi avisado de que uma de suas músicas, “Samba de verão”, seria tocada durante a cerimônia de abertura da Olimpíada no Rio, mas admite que, muito envolvido com shows na semana passada, acabou esquecendo e até se assustou quando a ouviu.

“Levei um susto (dos bons) quando ouvi 'Samba de verão' em um belo arranjo. E fiquei muito feliz, é claro”, diz o autor da música, lançada em 1964.

A canção foi a segunda a ser tocada na cerimônia, após “Aquele abraço”, de Gilberto Gil, e pode ser ouvida durante a contagem regressiva, acompanhando uma coreografia com mil pessoas que manipulavam infláveis metalizados.

Segundo Valle, “Samba de verão” é a segunda música brasileira mais executada e gravada no mundo todo, depois de “Garota de Ipanema”, de Tom Jobim. “Em todos os meus shows em festivais e no exterior, ela tem que estar presente, senão o público reclama. E ela continua a ser muito gravada hoje em dia, em diversos estilos, e isso a mantém jovem e atual”, diz.

O compositor acredita ainda que a música brasileira teve um tributo à sua altura durante a cerimônia de abertura da Olimpíada e diz que gostou muito do repertório da festa. Seu momento favorito, afirma, foi quando Paulinho da Viola cantou o Hino Nacional.

“Adorei fazer parte daquela bela abertura. E gostaria de lembrar que o ‘Samba de verão’ também será tocado nas Paralimpíadas”, ressalta.

Fonte: G1
Foto: Divulgação
Página anterior Próxima página